Reflexões

Canal no Youtube!

Nova hospedagem do conteúdo de nosso site.

A Paz querido leitor, tudo bem com você? Agora os podcasts do Ministério Luz do Saber em Cristo estão hospedados em nosso canal no Youtube, lá também você irá encontrar playlists com os louvores e vídeos educacionais utilizados aqui.

Clique no link e confira: https://www.youtube.com/channel/UCQeZFxk7vOASTi0wLx0BMPQ/featured

Padrão
Ensino Bíblico, Reflexões

O que Deus espera dos homens da igreja? Parte 2

O que Deus espera dos homens da igreja? Já vimos aqui que precisamos ser homens de oração e não vamos explorar o que diz o livro de Efésios ou Timóteo. Hoje teremos uma rápida reflexão baseada em Salmos:

“Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.” (Salmos 1:1).

Um versículo curto, porém, com grande ensinamento. 

Nossa primeira lição então é: Não devemos viver com base em conselhos de outras pessoas. Vou acrescentar aqui que nosso maior e melhor conselheiro é Deus. 

Segundo: Não devemos também manter velhas práticas que nos levam a pecar. Se você é um novo convertido sabe bem o que é isso mas não é um privilégio seu pois todos podemos falhar. 

E a terceira lição dessa Palavra: Nos diz que não podemos compartilhar do que desagrada a Deus. Um exemplo clássico dessa situação é quando você está em uma confraternização de empresa e as pessoas brindam com bebidas alcoólicas. Se brindar também, você estará concordando com o que está sendo praticado ali. 

Conclusão 

A bíblia nos mostra que Deus usa quem ele quiser e que as suas mensagens nem sempre precisam ser complicadas, por vezes teremos versículos simples e diretos como o Salmos 1:1.

Fabiano Catrinck 

Segue abaixo a versão em podcast:

Anúncios
Padrão
Reflexões

Palavra de Deus: Conhecimento infinito

“Dá instrução ao sábio, e ele se fará mais sábio; ensina o justo e ele aumentará em entendimento”. Provérbios 9:9

Pode parecer oportuno ou até mesmo clichê um site de educação cristã afirmar que você deve sempre estudar a Palavra de Deus.

Mas quando olhamos para a bíblia nos surpreendemos com tantas instruções levando para o conhecimento contínuo.

A disseminação do conhecimento que é algo tão atual já é mencionado na bíblia a muitos anos e isso nos mostra que a Palavra de Deus é atemporal.

A razão para estudarmos continuamente sobre os ensinamentos de Deus é muito simples e está explicito em Salmos 25:4 “Faze-me saber os teus caminhos, Senhor; ensina-me as tuas veredas.”.

Podemos lembrar que Deus instruiu a Moisés sobre os mandamentos sagrados e que os primeiros livros da bíblia contém uma série de instruções sobre o que o povo deveria fazer (conjunto básico de leis), ensinava como as cerimônias deveriam acontecer, como os sacerdotes deveriam se vestir e etc.

O livro de Provérbios está cheio de sabedoria, você já reparou isso? 

No livro de Cantares possui poemas que refletem os valores, o romantismo de uma época. 

Temos também, é claro, todos os ensinamentos que Jesus nos deu.

Aprendemos a orar com o Senhor no livro de Mateus 6:9 – a famosa oração descrita como “Pai nosso”.

Devemos nos alegrar com o que diz o livro de Isaías 48:17 “Assim diz o Senhor, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o Senhor teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar.”

Mas que maravilha! Como é bom aprender com os ensinamentos de Deus!

Nós poderíamos ficar aqui vendo muitos exemplos de conhecimento que podemos adquirir estudando a bíblia: Desde como agir em família, perante Deus e os homens a ordenanças como dízimos e ofertas, a Santa Ceia e etc. Mas vamos encerrar esse artigo citando o livro de João 8:32 – “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.”.

Estamos aqui por causa de Jesus e pelo seu amor incondicional! 

Devemos sempre aprender sobre Nosso Salvador, sobre Deus, aprender com as lições daqueles que foram fiéis e que também erraram pois dessa forma sabemos o que é errado.

Não deixe de buscar a Deus pois seu conhecimento não tem fim! 

Fabiano Catrinck.

Segue abaixo a versão em podcast:

Anúncios
Padrão
Reflexões

De onde vem o seu socorro?

No Salmos 121:1 está escrito “ELEVO os meus olhos para os montes: de onde me virá o socorro?”.

Eu começo essa reflexão te perguntando quantas vezes você já quis que um milagre acontecesse na sua vida? Quantas vezes já desejou que um super herói da TV te salvasse de um perigo iminente? 

A vida que temos é única. Não podemos voltar atrás, não podemos reiniciar, voltar a ser jovem para fazer tudo diferente. Simplesmente não dá… 

E nos momentos mais difíceis da nossa realidade não há ninguém que possa nos proteger dos perigos, somente Deus pode nos salvar, nos dar força, nos encorajar a seguir em frente. 

Não importa a sua realidade, o ser humano é falho e por isso não é 100% confiável. 

Todos temos limitações.

Quantas vezes você já quis salvar o seu filho de um perigo? 

Quantas vezes já quis sentir as dores por ele nos momentos de enfermidade? 

E quantas vezes efetivamente você conseguiu? 

De onde virá o seu socorro? “O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra.” Salmos 121:2.
Não tenha dúvidas, o meu e o seu socorro vem de Deus! 

A pessoas podem te decepcionar, o carro pode quebrar, as promessas que te fizeram podem ser rompidas mas o nosso Deus não te abandona. Então, se existe algo que precisa ser feito na sua vida, levante a sua cabeça e ore a Deus pois somente Ele pode fazer o que você precisa! 

O nosso socorro vem do Senhor! 


Fabiano Catrinck  

Segue abaixo a versão em podcast:

Créditos:

Fotografia por Fabiano Catrinck.

Avaliação: 1 de 5.
Padrão
Reflexões

Por que é tão difícil ser fiel a Deus?

No livro de Salmos 81:13-16 está escrito: “Ah! se o meu povo me tivesse ouvido! Se Israel andasse nos meus caminhos! Em breve eu abateria os seus inimigos, e voltaria a minha mão contra os seus adversários. Os que aborrecem ao Senhor ter-se-lhe-iam sujeitado, e o tempo dele seria eterno. E eu o sustentaria com o trigo mais fino e o saciaria com o mel saído da rocha.”.

Se fôssemos fiéis a Deus como ele deseja não teríamos nem metade das dificuldades que temos hoje. 

Mas qual é o motivo de não conseguirmos corresponder plenamente ao amor de Deus? Podemos dizer que a dificuldade vem do pecado original, quando a Humanidade quis se igualar a Deus (Gênesis 3:6-7) pagou o preço e hoje continuamos arcando com as consequências. 

O nosso corpo, a nossa alma se inclina ao pecado. Temos um exemplo do conflito existente dentro de nós no livro de Salmos 42:5 “Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação da sua face.”. E para seguirmos na direção da nossa salvação Jesus disse no livro de João 16:33 “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”

Nessa rápida reflexão fica claro que nossa carne deseja o pecado.

O que é mais fácil nos atrai. A vida com Deus exige dedicação e fidelidade, por isso é tão difícil mas ao mesmo tempo recompensador pois o amor de Deus nos toca por completo não é como uma droga ou um prazer carnal que dura pouco e ainda tem os efeitos colaterais. 

Seja fiel a Deus, você não vai se arrepender!

*Levemente inspirado no louvor Palavra Fiel Nani Azevedo.

Fabiano Catrinck

Segue abaixo a versão em podcast:

s

Anúncios
Padrão
Reflexões

Você é a Obra

Jesus muda a sua vida por completo

No livro de Gálatas 2:20 diz assim: “Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim.”

Quando iniciamos nossa vida com Jesus somos expectadores da Obra. Nos limitamos a assistir aos cultos de vez em quando e participar de alguns eventos dentro da igreja. 

Mas vai chegar o momento em que você deixará de ser uma criança na Fé e, quando esse dia chegar, perceberá que a Obra de Deus tomou a sua vida por completo: você será a Obra. 

Sendo a Obra você não vai mais se dar ao luxo de ceder ao cansaço pois almas dependerão do seu trabalho e do seu esforço a sua percepção do convívio social mudará completamente. 

E quando ler Gálatas 2:20 novamente se lembrará do que fizeram os apóstolos, do que fazem os missionários e os evangelistas e perceberá que a sua vida agora tem grande semelhança com a vida deles. 

Você é a Obra!

Fabiano Catrinck

Segue abaixo a versão em podcast:

Anúncios
Padrão
Reflexões

Ansiedade, como lidar com ela?

Nesse post falamos um pouco de como lidar com a ansiedade e nos apegando a Deus.
Foto por Spencer Selover em Pexels.com

Vida moderna, pessoas cada vez mais conectadas virtualmente.
Em nosso dia-a-dia temos diversas ferramentas para poupar tempo, aumentar a produtividade no trabalho, na escola.
Os tempos atuais tornaram a comunicação instantânea e o acesso à informação ficou facilitado.
Mas em vez de nossas vidas estarem plenas com tantos avanços, nos tornamos cada vez mais solitários.
A conexão virtual, a exposição excessiva em redes sociais provocaram um efeito colateral que muitos chamam de depressão/síndrome do pânico.
Isso acontece devido a vários fatores, entre eles, pelo fato de “amigos” virtuais não serem de fato amigos…
Outro parceiro das dores da alma se chama ansiedade.
Em uma sociedade onde tudo acontece rápido ficamos reféns do imediatismo e do materialismo e nos afastamos de nossa essência, nos afastamos de Deus…

Ansiedade tem cura?

Para lidar com esse “parceiro” de outras doenças da alma precisamos primeiramente de Deus e em alguns casos também da ciência humana.
Existem alguns tratamentos para ansiedade prescritos pelos médicos mas nosso foco aqui é como aliviar e até se livrar da ansiedade reestabelecendo nossa ligação com Deus.
Se olharmos o livro de Filipenses no capítulo quatro, versículo seis veremos o seguinte: “Não estejais inquietos por coisa alguma: antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplicas, com ação de graças.”
Ou seja, em vez de ficarmos ansiosos, devemos contar a Deus os nossos problemas e/ou nossos pedidos, através de súplicas e orações acreditando que Deus irá no ouvir.
E como complemento, para justificar a necessidade de orar a Deus temos a razão clássica descrita em Mateus 6:34 – “Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal”.

Para refletir

Para ajudar a entender a necessidade de ser fiel a Deus e colocar as nossas preocupações e ansiedades diante Dele veja o que diz o livro Com Jesus na Escola da Vida: “…A impaciência é uma confissão de que não acreditamos que Deus se acha no controle de tudo. Impaciência é incredulidade. Às vezes somos tentados a agir por nós mesmos, ainda que o sinal de Deus esteja vermelho para nós…“.

Conclusão

A vida já é difícil, sem Deus ela se torna um fardo em vez de bênção.
Não é fácil aplicar os dois versículos expostos aqui mas precisamos nos segurar em Deus pois sem ele nada somos.
Tenha força, não desista, Deus está contigo!

Fabiano Catrinck

Créditos

Livro: Com Jesus na Escola da Vida, página 159. Autor: Hernandes Dias Lopes.

Segue abaixo a versão em podcast:

Anúncios
Padrão
Reflexões

O que Deus espera dos homens da igreja?

Nesse post temos uma reflexão do que Deus espera do homens da sua igreja.
Foto por Oladimeji Ajegbile em Pexels.com

Todos nós sabemos como homens o papel que Deus nos deu: ser o pilar da nossa família, ser o braço forte. Mas Deus quer que sejamos mais do que um pai de família honesto, trabalhador e que honra a sua esposa. Precisamos ser luz para o mundo e mais:

Em 1 Timóteo 2:8 temos a primeira resposta: “Quero, pois, que os homens orem em todo o lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda.”.

Lendo essa palavra fica claro que os homens tem que dar o exemplo orando e não criando desentendimentos entre as pessoas. Isso pode parecer óbvio mas na nossa natureza humana somos fracos.

Ainda no livro de 1 Timóteo mas no capítulo 4, versículos 4 e 5 temos uma das várias razões para orar: “Porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças. Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada.”.

Para concluir essa reflexão, a justificativa que Paulo nos dá para orarmos e nos esforçarmos: 1 Timóteo 4:9-10: “Esta palavra é fiel e digna de toda a aceitação; Porque para isto trabalhamos e somos injuriados, pois esperamos no Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis.”

Fabiano Catrinck.

Segue abaixo a versão em podcast:

Anúncios
Padrão
Reflexões

O Tempo

Você corre atrás dele?

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.

Eclesiastes 3:1

Tempos modernos

A mente Humana trabalha constantemente para aperfeiçoar o que já existe.
Cria coisas novas com base em matérias primas sempre visando o progresso.
As grandes navegações aumentaram a comunicação e o intercâmbio entre os povos.
A revolução industrial ligou cidades através das ferrovias e desenvolveu regiões remotas.
O avião, o telefone. Meios de transporte e comunicação cada vez mais eficientes e velozes.
A era da informação tornando os relacionamentos cada vez mais conectados através do mundo digital.
A educação é cada vez mais universal.
No entanto, tantas melhorias, tantas facilidades tornaram a vida mais difícil, por quê?
Atualmente não conseguimos absorver todo o conhecimento que está disponível. O excesso de exposição pelas redes sociais interfere diretamente na nossa saúde mental.
Você poderia responder que é a falta de Deus que gerou um vazio nos corações.
Ou que o problema é a depressão - considerada por muitos "o mal do século".
Esse argumento até funcionaria para uma pessoa que não é cristã mas se fosse assim bastaria seguir a Cristo e tudo estaria resolvido. Sabemos que infelizmente isso não é verdade.
Mesmo nós cristãos temos nossas dificuldades.
Reflexões sobre o nosso tempo e o tempo de Deus.

Como fazer para romper essa barreira?

Antes de mais nada precisamos lembrar que, assim como Paulo disse em Filipenses 3:14, devemos seguir para o alvo: “Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”.

No início desse artigo vimos também que há tempo para todas as coisas. Como complemento temos 1 Coríntios 13:11 - "Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.".
Para lidar com nossa ansiedade precisamos entender que em cada fase da vida teremos experiências boas ou ruins.
Se anteciparmos uma fase perderemos algo e não será possível voltar atrás. É por isso que uma gravidez não planejada e ainda antes da fase adulta pode ter consequências negativas, por exemplo.

Um outro dilema

Além das questões que envolvem nossa saúde mental e espiritual mesmo sabendo lidar com a ansiedade, com as exposições em redes sociais e até mesmo com eventuais situações de depressão temos um outro dilema: como conciliar tantas atividades ao mesmo tempo?
Família, trabalho, igreja, amigos, lazer...
Qual é a sua prioridade? 
Família em primeiro lugar?
Trabalho para dar sustento e um futuro aos seus filhos?
A Obra de Deus?
O que diz a bíblia a respeito disso?
Em Mateus 6:33 temos nossa prioridade - Deus: "Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.".
A seguir vem a nossa família - 1 Timóteo 5:8: “Mas, se alguém não cuida dos seus, e especialmente dos da sua família, tem negado a fé, e é pior que um incrédulo.”.
Depois, o trabalho - 2 Tessalonicenses 3:12: "A esses tais, porém, mandamos, e exortamos por nosso Senhor Jesus Cristo, que, trabalhando com sossego, comam o seu próprio pão.".
E por fim a igreja - Hebreus 10:25 diz "Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia..", ou seja, se nos isolamos nos afastamos da igreja e devemos viver em comunidade e fortalecer a instituição que o nosso Jesus fundou.

Conclusão

Administrar o tempo não é algo fácil pois não somos programáveis como uma máquina e temos sentimentos.
Nesse artigo foi feito uma reflexão a respeito das dificuldades mais comuns e a forma para amenizar ou até mesmo solucionar a falta de tempo.
Sobretudo temos que ter inteligência emocional para conter nossa ansiedade e evitar exposições desnecessárias da nossa vida.
Ser fiel a Deus, amar nossa família, ser responsável no trabalho sem abrir mão da Obra de Deus.
E se Deus te deu uma tarefa, faça bem feito pois quando Ele nos abençoa não é de qualquer maneira, correto?

Fabiano Catrinck

Segue abaixo a versão em podcast:

Anúncios
Padrão
Ensino Bíblico, Reflexões

Doutrinas que Tiram sua Liberdade – Parte 2

A armadilha dos dízimos e ofertas

Doutrinas que tiram a sua liberdade parte 2 vai falar sobre a armadilha dos dízimos e ofertas
Foto por Pixabay em Pexels.com

Introdução

Uma das coisas mais difíceis na vida com Deus é separar o santo do profano. Quando se fala em dinheiro então a coisa complica ainda mais pois mexe com a cobiça do Homem. Diante de tantos maus exemplos ofertar à casa de Deus tornou-se algo desafiador.

Os dízimos e as ofertas estão explícitos em várias passagens bíblicas. O ato de ofertar é um ato de fé e uma ordenança divina. O problema surge quando líderes gananciosos constrangem seus liderados, submetendo-os a fazerem sacrifícios em prol do próprio bolso pois em vez da oferta ter a sua finalidade cumprida ela acaba parando no bolso de pessoas gananciosas.

É sobre isso que irá tratar esse artigo.

O que diz a Palavra de Deus sobre os dízimos e ofertas?

Esse assunto é bem amplo e não será feito aqui uma cobertura geral sobre dízimos e ofertas. O ponto focal será algumas mensagens de Deus a respeito do tema e as armadilhas que são usadas quando trechos isolados são usados como argumento para coação dos crentes.

Primeira mensagem Gênesis 4:3-7. Vamos começar por uma das primeiras passagens que fala sobre ofertar à Deus. Nessa leitura aprendemos pelo menos três coisas: O carinho que Abel tinha com Deus pois separou a primeira cria do seu rebanho (o Criador era sua prioridade); o capricho que Abel tinha pois além de ser a primeira cria também foi ofertado a melhor parte; a preocupação que Deus teve com o coração de Caim ao notar a sua ira quando teve sua oferta rejeitada.

Nesse trecho da bíblia portanto aprendemos que devemos ter capricho e carinho com a oferta que entregamos a Deus. Essa oferta é o fruto do seu trabalho (pode ser dinheiro mas não necessariamente), um trabalho bem feito vai render mais, seu trabalho na Obra de Deus é uma oferta, o seu louvor é uma oferta e devemos ser sempre gratos a Ele por tudo e devemos estar atentos para que a inveja, o ciúme e a cobiça não nos façam pecar.

Segunda mensagem 2 Coríntios 9:6-8. Aqui teremos uma armadilha muito utilizada por falsas lideranças. Esse trecho isolado pode ser usado para convencer você a ofertar mais do que o seu coração realmente desejava pois “…quem oferta pouco colhe pouco mas quem oferta com abundância será farto…” o interessante é que estando atento perceberá você que deve contribuir conforme o seu coração e não de acordo com o que estão lhe dizendo “…Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria…”.

Se alguém falar esse versículo e a dúvida nascer no seu coração, ore a Deus e leia todo o capítulo 9 em vez de apenas o trecho isolado. E perceberá que Paulo estava preparando a igreja para receber os macedônios e tivesse recursos para que não faltasse nada para recepcionar bem os visitantes.

Sob esse ponto de vista sua percepção mudará e verá que as palavras distorcidas que lhe disseram nada tem a ver com a verdade contida na bíblia.

Terceira mensagem Malaquias 3:8-10. Eis uma palavra dura sobre dízimos e ofertas muitas vezes usada para oprimir os fiéis e forçá-los a contribuir sob o argumento de que se não der sua contribuição estará roubando a Deus e como moeda de troca é dito que você receberá muito mais prosperidade.

Vamos entender o que é fato e o que é contradição: Deus não deve nada a ninguém, logo, se você contribui de coração no momento certo será recompensado e isso não é moeda de troca pois quem planta coisas boas vai colher algo bom com a diferença é que nosso Pai costuma nos surpreender na colheita 🙂 . A contradição é quando se usa o trecho isolado da bíblia para nos convencer a fazer algo que não é do nosso coração.

Quando lemos Malaquias 3 a partir do primeiro versículo vemos algo lindo e que nada tem a ver com a palavra opressora do trecho isolado (versos 8 a 10). Veremos na verdade que Jesus é anunciado nesse capítulo e temos nos versículos 3 e 4 que nosso Salvador irá nos purificar.

Então quando escutar essa leitura não se intimide, não se sinta oprimido, sinta-se alegre pois nosso amado Jesus é anunciado nela.

Conclusão

Os dízimos e ofertas estão previstos e vastamente documentados na bíblia. Sempre devemos contribuir conforme o nosso coração, com carinho e capricho como fez Abel, com fé como fez a senhora que entregou sua moeda, por acreditar na Obra como recomendou Paulo mas NUNCA porque alguém quis te obrigar.

Fabiano Catrinck.

Segue abaixo a versão resumida em podcast:

Anúncios

Padrão